Greve dos professores estaduais afeta aulas nesta quarta-feira

Em alguns colégios foram colocados avisos nos portões de que professores estão em greve

Em alguns colégios foram colocados avisos nos portões de que professores estão em greve

Balanço da Seed aponta que greve atingiu 53,5% das unidades parcialmente e 22% totalmente. APP ainda não tem dados de hoje, mas estimativa na terça era de que 70% dos colégios ficassem paralisados.

O primeiro dia da greve por tempo indeterminado dos professores estaduais prejudica as aulas da rede estadual de ensino no Paraná nesta quarta-feira (23). A Secretaria Estadual de Educação (Seed) informou, em balanço parcial da adesão à mobilização, que 53,5% das escolas estaduais tiveram o funcionamento afetado parcialmente pela manhã. Outros 22,3% das instituições tiveram as aulas totalmente suspensas e nas demais (24,2%) as aulas foram ministradas normalmente. Já o sindicato que representa a categoria, que ainda não tem dados de hoje sobre a greve, estima que 70% das instituições de ensino estejam sem aulas e que em todos os colégios do estado haja pelo menos um adepto ao movimento grevista.
Continue lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Governo do Paraná

CNJ aprova compra de carros para desembargadores do TJ-PR

tjprSegundo conselho, a compra foi mantida porque não foi possível demonstrar ocorrência de ilegalidade na aquisição dos veículos, que custaram, cada um deles, R$ 50 mil.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu, nesta terça-feira (22), manter a compra de 90 automóveis feita pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) em 2011. A aquisição foi questionada por um procedimento interno da Justiça, que alega que não havia necessidade de aquisição dos veículos e pedia apuração sobre a possível má aplicação dos recursos públicos.

Segundo o CNJ, a compra foi mantida porque não foi possível demonstrar ocorrência de ilegalidade na aquisição dos veículos, que custaram, cada um deles, R$ 50 mil. Apesar da manutenção compra, o conselho indicou ao TJ-PR análise do tamanho da frota e que o uso destes veículos seja feito apenas por Desembargadores.

O julgamento que analisava o caso chegou a ser suspenso em maio do ano passado, depois que o corregedor nacional de justiça, Francisco Falcão, pediu vistas do processo.

O tribunal alegou, na época da compra, no fim de 2011, que a frota antiga tinha mais de 10 anos de uso e demandava alto custo de manutenção, além de relatar que os carros aumentariam a segurança dos magistrados.

GAZETA DO POVO

Deixe um comentário

Arquivado em Tribunal de Justiça do Paraná

Reclamação do Cidadão

slavieroUm Hotel na Visconde de Guarapuava, entre Buenos Aires e Pasteur, tomou conta do passeio. Todos os dias é a mesma cena. Nunca vi um fiscal. Os próprios funcionários deixam os carros dos hóspedes em cima da calçada. Tem momentos que a única opção é passar pela via.
Se eu deixar meu carro na calçada o que acontece?
Porque não dividem e deixam um espaço para o pedestre?
Se alguém sofrer um acidente, de quem é a responsabilidade?

*posso colocar várias fotos, durante vários dias.

Deixe um comentário

Arquivado em Curitiba

Só 24% das grandes cidades regulamentaram a Lei de Acesso

A prefeitura de Curitiba está entre as que regulamentaram os procedimentos sobre o direito de acesso à informação

A prefeitura de Curitiba está entre as que regulamentaram os procedimentos sobre o direito de acesso à informação

Falta de regramento local sobre o acesso a informações públicas atinge a maioria dos municípios acima de 100 mil habitantes, além de sete estados.

Prestes a completar dois anos em vigência, a Lei de Acesso à Informação ainda tem alguns desafios a superar. Segundo dados da Controladoria-Geral da União (CGU) de janeiro deste ano, sete estados e nove capitais ainda não regulamentaram a lei. Com relação aos municípios, a situação é mais preocupante: apenas 24% das cidades brasileiras acima de 100 mil habitantes têm regulamentação própria.

Das 18 cidades com estas características no Paraná, apenas quatro – Curitiba, Guarapuava, Ponta Grossa e Toledo – cumprem o artigo 45 da lei, que define que estados e municípios devem ter legislação própria regulamentando os procedimentos relativos ao direito de acesso à informação. O Paraná está entre os estados que cumprem a norma.
Continue lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Vacinação contra gripe começa nesta terça-feira em Curitiba

Vacinação contra a gripe vai de 22 de abril a 9 de maio na capital paranaense

Vacinação contra a gripe vai de 22 de abril a 9 de maio na capital paranaense

Campanha de vacinação vai até 9 de maio. Crianças com até cinco anos, idosos e gestantes fazem parte do grupo que deve receber a vacina.

A vacinação contra a gripe começa nesta terça-feira (22) em Curitiba e segue até 9 de maio. Devem ser vacinadas as crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos, doentes crônicos, pessoas com mais de 60 anos, gestantes e mulheres até 45 dias depois do parto, indígenas, profissionais da saúde e detentos. Esses grupos são considerados mais vulneráveis a desenvolver a doença.

As doses de vacina estarão disponíveis nas unidades básicas de saúde de Curitiba e em uma barraca montada na Boca Maldita, no Centro da cidade, que funcionará das 9 às 17 horas. No próximo sábado (26), considerado dia de mobilização nacional, a vacinação também ocorrerá em outros pontos considerados estratégicos, que devem ser divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde nos próximos dias.

Cerca de 310 mil pessoas devem ser vacinadas na capital – o que corresponde a 80% do total de público vulnerável. A dose protege contra três tipos de gripe comuns no país – a influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e influenza B.

Para receber a vacina, é preciso levar:

Crianças até cinco anos: registro de nascimento ou carteira de identidade e carteirinha de vacinação

Idosos: documento de identidade

Portadores de doenças crônicas: prescrição médica com o motivo da indicação da vacina. Pacientes do SUS devem receber a vacina na unidade de saúde onde já estão cadastrados

Grávidas: só é preciso afirmar que está grávida

Mulheres até 45 dias depois do parto: carteirinha de gestante e registro de nascimento do bebê

Profissionais de saúde: apresentação de registro profissional ou declaração do médico responsável pelo serviço onde o profissional atua

Indígenas e detentos: serão vacinados pela equipe da da Secretaria Municipal de Saúde.

GAZETA DO POVO

Deixe um comentário

Arquivado em Governo do Paraná

Ensino técnico avança no país, mas cai no Paraná

tn_620_600_lucas_210414Dados do Censo 2013 pegaram analistas de surpresa. Alguns levantam a hipótese de que o estado possa já ter atendido à demanda pela modalidade.

O ensino técnico do país está em ascensão. Desde 2010, a modalidade cresceu 26,3% no Brasil, chegando a 1,4 milhão de matrículas no ano passado, conforme dados do Censo da Educação 2013. O Paraná, no entanto, parece não acompanhar a tendência. A mesma pesquisa aponta queda de 1,59% nas matrículas de 2012 para 2013, e um crescimento modesto, de apenas 0,47%, quando considerados os dados desde 2010. O resultado negativo, no entanto, é relativizado por analistas. Para alguns, o fraco desempenho se deve ao fato de que o estado já havia atendido à demanda antes dos outros, e que agora teria chegado a um “teto”.
Continue lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Brasil

Será que Curitiba não é mais aquela?

Calçadão da XV: pista exclusiva para pedestres foi copiada em todo o mundo

Calçadão da XV: pista exclusiva para pedestres foi copiada em todo o mundo

Depois de ser projetada mundialmente como “cidade modelo”, a capital do estado passa a ser lembrada por sua incapacidade de reação criativa. O debate está aberto.

Os problemas urbanos que afligem o curitibano começaram a atrair a atenção de um número maior de pesquisadores e jornalistas estrangeiros, que há décadas só tinham elogios para fazer à capital paranaense. Um artigo publicado no fim de março no portal do jornal francês Le Monde, por exemplo, é taxativo ao dizer que “é o fim de um mito”. Apesar de dar espaço apenas às críticas contra a cidade, o texto gira em torno de uma constatação que já é quase unanimidade: Curitiba perdeu a capacidade de inovar.

Essa discussão não é nova, e no meio político ganhou força a partir da eleição de 2008, quando Beto Richa foi reeleito como prefeito da cidade. Ainda antes, no início dos anos 2000, pesquisadores paranaenses já questionavam os benefícios das gestões municipais de Jaime Lerner (1971-75; 1979-84; 1989-92). Mas, até agora, o status mundial de Curitiba estava praticamente intacto.

As coisas começaram a mudar. No Le Monde, Thomas Diego Badia afirma que “Curitiba, ex-cidade-modelo da América Latina, luta para se reinventar”. Outro texto que expõe alguns dos problemas locais foi publicado em fevereiro na America Quarterly, revista norte-americana especializada em políticas públicas.
Continue lendo

1 Comentário

Arquivado em Uncategorized